05/02 – Dia da Internet Segura – Confira dicas para ter mais segurança na rede

O Dia da Internet Segura é uma iniciativa anual com o objetivo de conscientizar usuários e instituições sobre a importância do uso seguro, ético e responsável da Internet. A data é comemorada nesta terça-feira (5/2), e mobiliza mais de 140 países em prol da segurança online. No Brasil, por exemplo, uma pesquisa conduzida pelo Google com pais e professores em celebração ao dia revelou que 91% dos docentes precisam de mais recursos para ensinar sobre cibersegurança de maneira eficaz às crianças, que se conectam a partir dos dez anos, em média, à web.

Segundo o levantamento do buscador, entre as principais preocupações dos entrevistados estão privacidade, prevenir o cyberbullying, evitar conteúdo impróprio, compartilhar informações com cuidado e evitar golpes. Uma conduta imprudente online pode expor crianças e adolescentes ao contato com estranhos mal intencionados, mas não são só os menores de idade que estão sujeitos a riscos. Adultos são, com frequência, vítimas de golpes como phishing, vazamento de dados e sextorsão. Confira a seguir algumas recomendações para garantir uma navegação segura na Internet:

Não clique em e-mails suspeitos
O e-mail é uma forte fonte de ataque de cibercriminosos e um dos principais canais para a prática de phishing. É importante ter cuidado com mensagens que parecem ser do seu banco e solicitam troca de senha, alertam sobre tentativas de fraude à conta ou oferecem algum seguro de graça, por exemplo.

Para checar a veracidade do e-mail, confira o endereço do remetente e veja se a comunicação contém anexos com a extensão .exe. Se sim, é muito provável que esses arquivos carreguem vírus ou spyware. Não abra e apague a mensagem imediatamente. Vale lembrar que instituições governamentais, a polícia e o Poder Judiciário também são usados por criminosos nesse tipo de golpe.

Atualização constante
Certifique-se de que todos os seus dispositivos estejam totalmente atualizados para as versões mais recentes. Especialmente atualizações da Apple, Google, Microsoft e Adobe. Empresas de software e hardware lançam regularmente atualizações para corrigir vulnerabilidades de segurança que poderiam colocar seus usuários em risco. Não atualizar seu software é o equivalente a ignorar os recalls da fabricante de seu carro.

Pechincha? É cilada!
Suspeite de pechinchas “boas demais para ser verdade” e ofertas que você recebe por e-mail ou mensagem de texto. Os cibercriminosos usam a alta demanda por produtos e o desejo dos consumidores de economizar dinheiro como uma manobra para atrair vítimas inocentes.

Sites desconhecidos
Desconfie de sites com os quais você não está familiarizado. Prefira sites de e-commerce de boa reputação para fazer suas compras on-line. Se você decidir comprar mesmo assim, use um número de cartão temporário, fornecido pela maioria dos bancos hoje em dia. Os cibercriminosos podem facilmente criar sites falsos, às vezes fingindo ser um site respeitável, e atrair pessoas para infectá-los com malware ou solicitar informações pessoais ou financeiras.

Wi-Fi
Não se conecte às redes de WiFi desconhecidas ou sem senha. Os cibercriminosos podem criar redes falsas de WiFi que parecem ser legítimas, nomeando seu ponto de acesso após provedores de serviços de Internet comuns ou usando a palavra “grátis” no nome para que as pessoas tentem se conectar. Uma vez conectados, os bandidos podem assistir o que você fizer online (incluindo a captura de nomes de usuário, senhas, informações de cartão de crédito etc.).

Desligue o Bluetooth
Se você não estiver usando o Bluetooth do seu celular, desligue-o. Vulnerabilidades foram encontradas no Bluetooth que permitem que hackers acessem seus dispositivos sem o seu conhecimento.

Use antivírus
Use um antivírus de boa qualidade e mantenha-o atualizado. Realize também periodicamente varreduras completas, seja de seu computador ou de seu celular, garantindo assim a inexistência de arquivos suspeitos ou comprometidos em seus equipamentos.

Lembre-se que uma boa solução anti-vírus possui atualizações constantes, muitas vezes até mesmo mais que uma por dia.

Não use senhas fracas
Criar uma senha forte o suficiente para ação de invasores não tem nada a ver com criatividade, e sim com estratégia. Utilize números aleatórios e caracteres especiais, e evite o uso de palavras muito comuns ou de sequências numéricas (1234, por exemplo). Além disso, é importante adotar uma senha diferente para cada conta de e-mail, e-commerce e rede social que você visita regularmente. Outra dica é tentar elaborar códigos que tenham o mínimo de oito caracteres.

Se o site ou aplicativo oferecer a opção, inclua a verificação em duas etapas no cadastro. A funcionalidade tem o objetivo de dificultar acessos indevidos: quando o usuário digita a senha, o serviço em questão envia automaticamente um PIN ou algum outro código para confirmar a identidade.

Não concorde com os termos de uso das lojas virtuais sem lê-los antes
Se você já se cadastrou em um site de e-commerce, provavelmente pulou a leitura de um texto longo, exibido em letras pequenas, e marcou direto a opção “Eu concordo com os termos e condições de uso”. Embora comum entre os usuários da Internet, essa prática é prejudicial à segurança. Isso porque esse documento funciona como um contrato entre o comprador e a loja virtual e é indispensável para a segurança do negócio.

Os termos de uso tratam de questões como a incidência ou não de frete, juros e impostos; tempo de entrega dos produtos e possíveis procedimentos de estorno e programa de descontos. Nessa parte, é preciso prestar atenção se o texto esconde cláusulas que ferem o Código de Defesa do Consumidor. Já na Política de Privacidade, a empresa demonstra como cuidará e lidará com as informações privadas cadastradas pelos clientes em seu banco de dados. É importante saber, por exemplo, por quanto tempo esses dados serão armazenados na memória da loja e se serão ou não compartilhados com outras empresas.

Não poste fotografias ou vídeos sem autorização das pessoas envolvidas
Respeitar a privacidade alheia é uma atitude especialmente necessária no ambiente online. Caso deseje postar uma foto em que aparecem outras pessoas, certifique-se de que elas estão de acordo com a publicação. Se o registro envolve uma criança ou adolescente, a autorização deve ser pedida aos responsáveis. No ambiente escolar, jamais poste fotos ou vídeos dos alunos na Internet.

Vale lembrar que redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram oferecem a opção de desativar a marcação automática de fotos, prevenindo a associação do perfil a fotos constrangedoras e indesejadas.

Não pratique violência online e denuncie cyberbullying
Praticar cyberbullying significa usar o espaço virtual para ofender, intimidar ou hostilizar alguém. Mais comum entre crianças e adolescentes, a atitude pode ser punida pela Legislação Brasileira se for interpretada como crime contra a honra praticado em meio virtual.

Uma das formas de coibir o cyberbullying é por meio da denúncia. Para isso, é importante não apenas copiar o link da postagem abusiva, já que ela pode ser deletada posteriormente, mas tirar prints do perfil do agressor e também dos comentários e encaminhar às autoridades responsáveis. Uma outra opção é denunciar a publicação na própria rede social. Além disso, também é possível denunciar práticas criminosas que ocorrem offline através de ouvidorias estaduais ou do site do Ministério Público, como no caso dos maus-tratos a animais.

Não deixe crianças usarem o PC sem controle parental
Embora a atual geração de crianças e adolescentes carregue o título de “nativos digitais”, a supervisão dos pais ainda é indispensável para garantir uma navegação segura. Nesse sentido, ferramentas de controle parental ajudam os responsáveis a proteger a privacidade dos filhos. O Instagram, rede social que conta com um grande número de usuários adolescentes, temo um guia com as principais ferramentas de segurança do aplicativo para dar suporte aos pais.

Fontes: ItForum/TechTudo

No Dia Mundial do Meio Ambiente, TQUIM apoia campanha contra poluição plástica

Quer se trate de uma garrafa de refrigerante, uma sacola do supermercado ou uma colher em uma padaria, o plástico descartável está incorporado em nossas vidas diárias. O baixo custo, conveniência e leveza desses produtos revolucionaram a embalagem de mercadorias. No entanto, agora está claro que essa conveniência teve um impacto catastrófico no meio ambiente.

Este ano, com a Índia como anfitriã, o Dia Mundial do Meio Ambiente está chamando as pessoas em todo o mundo para ajudar a Acabar com a Poluição Plástica.

Todos os anos, 8 milhões de toneladas de plástico entram nos nossos oceanos, ameaçando a vida marinha e humana e destruindo os nossos ecossistemas naturais. Queremos trabalhar com governos para ajudá-los a reconsiderar seu uso de plástico, gerar soluções e ajudar a aumentar a conscientização.

Para Acabar com a Poluição Plástica, precisamos que todos se prontifiquem a pensar profundamente sobre como podemos não apenas reduzir, reutilizar e reciclar, mas também inspirar novos comportamentos.

Nosso objetivo é usar o Dia Mundial do Meio Ambiente para reduzir a quantidade de plástico despejado em nossos oceanos, que atualmente é um caminhão carregado a cada minuto. Este material é um convite para colaborar com a ONU Meio Ambiente – trabalhe conosco para agir e inspirar seus funcionários e colegas no governo a ajudar a virar a maré do plástico!

Sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente acontece todos os anos no dia 5 de junho. É o principal dia das Nações Unidas para promover a conscientização e ação em todo o mundo em relação ao meio ambiente. Ao longo dos anos, tornou-se uma das maiores plataformas globais de divulgação pública, celebrada por milhões de pessoas em mais de 100 países.

É o “Dia das Pessoas” fazerem algo positivo para o meio ambiente. Seu objetivo é aproveitar ações individuais e transformá-las em um poder coletivo que tenha um legado de impacto real e duradouro no planeta.

O dia é celebrado de inúmeras maneiras, desde ações de limpeza de praia e plantio de árvores até a convocação de funcionários e parceiros para se envolverem e fazerem a sua parte. É também um ótimo momento para mostrar sua contribuição para a sociedade.

TQUIM e Maio Amarelo: foco na segurança no trânsito

A TQUIM apoia a campanha “Maio Amarelo”, que busca conscientizar sobre a segurança no trânsito.

Internamente, são realizadas ações junto aos colaboradores e motoristas, com exibição de vídeos sobre segurança no trânsito, além de rodas de conversa e divulgação de materiais informativos.

A TQUIM acredita que um trânsito seguro é responsabilidade de todos, e busca contribuir por meio da conscientização de seus colaboradores e da condução responsável de seus motoristas.

TQUIM na Mídia: IMAM – REVISTA LOGÍSTICA

Tquim fecha contrato logístico

TQUIM_Almoco_Natal_23dez2014_SFSA_A Adisseo, indústria de aditivos nutricionais para alimentação animal, decidiu centralizar suas operações logísticas com um único operador, a Tquim.

A empresa já fazia o transporte de seus produtos de granéis líquidos e embalados e agora centraliza com o mesmo parceiro todo o processo de armazenagem e gestão operacional de sua logística.

A Adisseo iniciou um processo de seleção para a escolha de um novo Centro de Distribuição que passaria a armazenar seus insumos. A decisão pela Tquim foi devido a dois fatores: a proximidade de seu CD, localizado em São Bernardo do Campo (SP), e a integração com o processo de transporte, que já é prestado pela operadora.

Somente com a proximidade do CD da TQUIM com os portos, a Adisseo otimiza o transit time em até três horas em comparação com o antigo fornecedor de armazenagem, que era localizado em Barueri. Como 100% de suas mercadorias são importadas, a empresa alcançou uma economia entre 5% e 6% no frete gasto com o transporte.

“A integração direta do transporte e armazenagem reduziu o tempo e valor do frete gastos nos deslocamentos, carga e descarga, o que acabou por ampliar a capacidade e a velocidade de entrega da Adisseo aos seus clientes”, pontua Walter Almeida, diretor superintendente da Tquim.

Inaugurado em 2015, o novo Centro de Distribuição da Tquim recebeu investimentos da ordem de R$ 4 milhões para o desenvolvimento de uma estrutura de 11,5 mil metros quadrados de área e capacidade de 12 mil posições paletes verticalizadas.

Localizado em uma região estratégica de São Bernardo do Campo, a TQUIM decidiu investir na ampliação de seu negócio para se transformar num operador logístico completo, proporcionando às empresas produtividade e redução de custo com a integração dos processos de transporte, armazenagem e gestão de estoques.

Para ver a publicação, acesse aqui.

Novo site TQUIM!

É com muito orgulho e satisfação que apresentamos o nosso novo site. Mais dinâmico, moderno e 100% funcional. Nossa presença na web se confirma e disponibiliza mais um canal de comunicação com nossos parceiros, amigos e usuários.

Entrou no ar definitivamente no dia 14/08/2015 iniciando mais um passo de marketing da empresa, a exposição online para o mundo dos nossos serviços.